DIÁLOGOS ENTRE REDES E FÓRUNS DE PROMOÇÃO E PROTEÇÃO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E ADOLESCENTE: PERSPECTIVAS E DESAFIOS A PARTIR DA RESOLUÇÃO Nº 181/2016 DO CONANDA



DIÁLOGOS ENTRE REDES E FÓRUNS DE PROMOÇÃO E PROTEÇÃO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E ADOLESCENTE: PERSPECTIVAS E DESAFIOS A PARTIR DA RESOLUÇÃO Nº 181/2016 DO CONANDA, uma realização da Associação Internacional Maylê Sara Kalí – AMSK, Casa de Cultura Ilê Asé D’Ossoguinhã (CCIAO), Centro de Estudos em Assuntos Multidisciplinares (CEAM) da Universidade de Brasília, Conselho Nacional dos Direitos da Criança e Adolescente (CONANDA), Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente do Ministério dos Direitos Humanos, e Ministério dos Direitos Humanos, com o apoio da Secretaria da Criança, Adolescente e Juventude do Distrito Federal (SECRIA-DF).

O evento realizado no dia 3 de maio, no Centro de Excelência em Turismo da Universidade de Brasília, teve a participação de representações de movimentos sociais e organizações da sociedade civil atuantes na defesa dos direitos de povos e comunidades tradicionais, e de profissionais da rede pública de promoção e proteção do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e Adolescente (SGD).

Elisa Costa, Presidenta da AMSK/Brasil

Renato Bonfim, Casa de Cultura Ilê Asé D'Ossaguinã

O workshop promoveu a reflexão sobre a diversidade cultural existente no país, a importância da geração de dados sobre as cidadãs e cidadãos de direitos ainda invisibilizados nas políticas públicas setoriais e de direitos, e a necessidade do fortalecimento das capacidades institucionais sobre a história cultural das crianças e adolescentes pertencentes a povos e comunidades tradicionais. Enfatizou a relevância do trabalho da rede que integra o SGD, sociedade civil e e governo, na elaboração e aplicação de ações efetivas de atendimento nos serviços públicos ofertados. Destacou a necessidade da rede de proteção do SGD realizar rodas de conversas para ouvir as crianças e adolescentes, e os membros pertencentes a povos e comunidades tradicionais, a fim de conhecer suas necessidades e demandas respeitando sua forma de ser e estar dentro de seus territórios. Como resultado várias propostas de ação afirmativa. Caberá aos participantes do evento dar continuidade ao Diálogos entre redes e fóruns para efetivação de ações que promova a ruptura do desconhecimento. Conforme a Presidenta da AMSK/Brasil, Elisa Costa, se pronunciou em uma de suas falas: “Temos que pensar que as crianças de povos e comunidades tradicionais não são o nosso futuro, elas são o nosso hoje, estão matando e violando os direitos das nossas crianças hoje, então carecemos de mudança”.

Dr. Esequiel Roque, OAB/RO

Ligia Barbosa, Associação Espírita Lar Transitório de Christie

A AMSK/Brasil agradece a todas e todos participantes pelo diálogo na construção de um processo para aplicação da Resolução 181/2016 do CONANDA.


Saiba mais... Acesse CEAM/UnB
www.facebook.com/ceamunb/posts/824081837775605

Diálogos entre Redes e Fóruns de Promoção e Proteção dos Direitos da Criança e Adolescente 


Comissão de Defesa dos Direitos Humanos da OAB Rondônia participa de evento sobre Direitos da Criança e Adolescente, em Brasília (DF)




Postagens mais visitadas